quinta-feira, 20 de janeiro de 2011



Endiabrado Pensamento



Endiabrado é o pensamento
E quão renitente
Persiste constantemente
Em fazer-se escutar

Inusitado é o pensamento
Que antes dormente
Agora vibra incoerente
Em fazer-se lembrar...

Então lembra
A alma e o peito
A promessa e o senão
Que hoje se larga no dedo
Ao escrever a indagação

Por que não fui?
Por que fiquei?
Esperando nascer coragem
Da covardia que plantei!



Viviane Ramos










Um comentário:

  1. quando é covardia, não adianta esperar outra atitude!!!

    beijos amori!

    ResponderExcluir