quarta-feira, 15 de julho de 2009




Rosa Ardida

Vês que moça recatada,
Que seduz até calada.
Despudoradamente encantadora,
Bela menina arrebatadora.

Santa pecadora,
Que está sempre a rezar
A poesia promissora,
A qual há de te libertar.

És tantas em uma
E traçando um caminho juntas
Em busca de coisa alguma...
Revelando em uma só face, muitas.

Mulher menina...
Ardente pequenina.
A espera de quem te versará.

Doce felina...
Rosa ardida...
Virgem ainda no seu amar.

Viviane Ramos



Um comentário:

  1. Que bonito! Criativo, ardido, sedutor...
    beijos e lindo final de semana

    ResponderExcluir